Em mais uma matéria especial sobre uma das melhores meia maratona do Brasil, a Asics Golden Run, o correspondente #eucorropontocom foi para Salvador na Bahia em busca do ouro nos 21k. Assim, vamos abrir aspas para Marcos Albert. Confira: 

 

Pela primeira vez em Salvador uma etapa do circuito de corrida da Asics, a "Asics Golden Run". A busca pelo ouro começou. Prova que premia os seus 100 mais rápidos homens com a medalha de ouro e tambem as 20 mulheres mais rápidas. O famoso Top 100 e Top 20 .

 

A Prova é uma meia maratona (21 km) , caracterizada pelo seu percurso plano e rápido, para que assim seus participantes possam fazer seus melhores tempos, hidratação de 3 em 3 km  com água e isotônico e dois pontos com gel repositor, esse ano cheguei até ver o pessoal distribuir bananas aos atletas na parte final da prova, uma boa para aqueles que sofrem com as cãibras. 

 

A corrida tem sua largada sempre em horário bem cedo que as demais , dependendo da cidade, no caso de Salvador a largada foi as 6:40 da manhã e as 8: 10 já tinha praticamente percorrido os 21 km da belíssima Salvador. A largada é separada em baias que que vão de A a F, dependendo dos tempo dos participantes em suas últimas provas,  quem pretende correr no pelotão A por exemplo tem q comprovar seu tempo junto a organização que no caso seria a 1h28m00s e assim sucessivamente.

 

O tempo estava nublado e muito abafado, e na hora da largada começou a chover,  corremos grande parte da prova debaixo da chuva moderada no início e fraca no final, mas o suficiente para deixar grande parte das ruas e avenidas com grande poças d agua. Fato negativo da prova  excepcionalmente  foi o chip , sua estrutura feita de papelão  derreteu na chuva e alguns atletas perderam seus chip, que foi o meu caso infelizmente,  sorte que percebi e voltei para buscar e assim corri toda a prova com ele na mão e preocupado sem saber se meu tempo seria devidamente  apurado,  pois almejava estar entre os Tops 100. Mas alguns atletas só deram conta de terem perdidos seus chip na chegada. Só pra constar ano passado no circuito o chip era junto ao numeral e funcionou perfeitamente bem. Mas creio que com esse fato ocorrido, a organização  corrigirá esse erro nas próximas etapas, assim espero.

 

Falando um pouco sobre a minha prova, não corri tudo o que  podia e que pretendia,  além desse fato do chip que atrapalhou e tirou a concentração me preocupando,  após a largada senti um mal estar , e mesmo relutando muito em parar pois sabia que o Top 100 estava em jogo no km 15 tive que fazer um "pit stop" forçado,  perdendo assim alguns minutos preciosos. Mas depois do pit me senti melhor e pude forçar mais o "motor".

 

Comecei então minha corrida de recuperação, até ultrapassar o atleta que estava na minha frente no momento que entrei nos boxes para o pit, feito isso me animei, engatei a sexta marcha, pisei fundo no acelerador  e fui com a faca entre os dentes atrás da disputada medalha de ouro, o Top 100. Fim de prova, fechei minha meia com o tempo bruto  de 1h31m45s, muito aquém do que posso correr, mas foi o que deu pra fazer diante das adversidades que enfrentei. 

 

Agora era esperar o apuração da prova, pois agora eles fazem uma severa checagem em todos os pontos de cronometragem,  para evitar os "corredores mal caráter" que cortam caminho e roubam a medalha de quem treina duro para conquista-la. Uma hora depois, feita a conferência pela organização, são chamado os 100 primeiros, e pra minha imensa alegria meu nome é mencionado dentre os 100.

 

Depois disso foi comemorar e vibrar muito com os amigos que lá estavam. Agradeço a Deus primeiramente, por me abençoar em mais uma conquista,  a minha família que sempre está do meu lado, aos meus amigos  (as) que torcem e vibram com a gente,  a minha equipe Edmilson Team, ao Eucorroponto.com em sempre nos presentear com suas lindas imagens de nossas corridas  e por fim a minha Linda apoiadora e incentivadora Danielle Alves.

 

E é isso galera Runner,  um forte abraço a todos e nos vemos nas próximas corridas, que por sinal já é nesse sábado dia 20 a esperada Paraná Running, nos vemos por lá.

 

Marcos Cabello