Quase toda semana, no meu processo de expansão da minha consciência e melhoria interior eu me pergunto: mudar realmente é necessário? E a resposta é: SIM e NÃO...

 

Como assim?

 

Simples, a escolha é de cada um.

 

É necessário que cada um identifique quais são os seus desejos e anseios e quais os objetivos que quer atingir.

 

Uma das principais característica de um processo de coaching é sair do estado atual, sair da chamada zona de conforto ou zona de segurança e se sentir capaz de decidir e agir de acordo as suas necessidades.

 

É um mergulho em você mesmo onde você identifica quais são os seus dons e talentos e o que tem te impedido de prosseguir e realizar coisas na vida como gostaria.

 

É um compromisso com a mudança, com um novo estilo de vida, com a vida que você sempre desejou mas não tinha forças para conquistar sozinho.

 

Para que serve então o processo de coaching?

 

a) Se você se sente inseguro, desanimado, cansado, sem foco, sem objetivos, sem saber que rumo dar à sua vida e, QUER MUDAR TUDO ISSO;

 

 

b) Se você acreditar que precisa se reconciliar com seu pai, sua mãe, seus irmãos, aprendendo a perdoar e a respeitar as escolhas deles, independente do que lhe fizeram. Imagine você vivendo sem o peso da culpa, da raiva, do desprezo, sabendo que você não é um erro, que veio a esse mundo para amar e ser amado;

 

 

c) Se você acredita que precisa melhorar a sua conexão com Deus, com o Universo, com você mesmo, ouvir a sua intuição e a sua voz interior. Imagine você se sentindo amado e se sentindo parte desse Universo, sabendo enxergar as bênçãos que aparecem todos os dias na sua vida e desenvolver a gratidão no seu sentido mais profundo;

 

 

d) Se você acredita que precisa melhorar o seu relacionamento com o seu namorado (a) ou esposo (a), entendendo qual é a linguagem de amor dele e, principalmente qual é a sua, para que vocês possam estar sintonizados e saberem o que vai ser bom para o outro, construindo um relacionamento de cumplicidade e respeito, mas não tem conseguido isso sozinha;

 

 

e) Se você não está satisfeita com o relacionamento que tem hoje com os seus filhos, acredite, não são eles que precisam mudar. Toda mudança que desejamos começa com a gente. Venha entender que não somos vítimas, que podemos sim escolher os caminhos que queremos seguir, que podemos reconstruir relacionamentos, resgatar o amor que acreditamos ter ido embora e comece essa viagem rumo a vida que você merece;

 

 

f) Se você anda afastada das suas amigas (os) e sente falta de pessoas para conversar e interagir e, não consegue encontrar tempo para fazer as coisas que mais gosta, venha entender como resgatar esses relacionamentos e ser mais produtiva no seu dia-a-dia, a fim de ter tempo para fazer as coisas que você mais aprecia;

 

 

g) Se você vive falando que não tem tempo pra cuidar de sua saúde, de fazer atividade física e se alimentar de forma adequada para a sua idade e para o que seu corpo precisa, entenda que, segundo Buda “manter o corpo em boa saúde é um dever, caso contrário, não seremos capazes de manter nossa mente forte e clara.” Cuidar de nosso corpo é essencial! Através de algumas técnicas você aprende a ser mais produtiva no seu dia-a-dia e encontrar tempo para cuidar de você mesma.

 

 

h) Se você gostaria de fazer diferença no seu trabalho, na sua cidade, mas não sabe como, venha descobrir como servir o próximo com os dons e talentos que você recebeu. Na verdade, muitas pessoas precisam do que você tem em abundância e talvez você mesma nem saiba o que é;

 

 

i) Segundo Charles Jones, “daqui a cinco anos você estará bem próximo de ser a mesma pessoa que é hoje, exceto por duas coisas: os livros que ler e as pessoas de quem se aproximar.” Sendo assim, quantos livros você leu no último semestre, no último mês, na última semana? Tem dificuldades para ler? Aprenda como criar o hábito e o prazer na leitura;

 

 

j) Alguns autores dizem que existe uma fórmula para a pobreza (material, sentimental, relacionamentos) que é: POBREZA=INSATISFAÇÃO+VITIMIZAÇÃO+INGRATIDÃO. Visto isso, você se considera rico ou pobre?;

 

 

K) Uma das maneiras de se descobrir se o que você faz está alinhado com o seu propósito e missão de vida é se perguntar: “se hoje eu recebesse muito, mas muito dinheiro (seja de onde for), eu continuaria a fazer o que faço hoje?” Se você quer se reinventar profissionalmente, se você quer descobrir o seu caminho, o que te move e te faz acordar feliz em plena segunda-feira, o processo de coaching pode te ajudar.

 

Portanto, se você se encontra em qualquer uma dessas situações saiba que você pode mudar a sua realidade e quanto antes fizer isso, melhor será a sua vida!

 

E então? Vai continuar dando soneca no despertador?