O SESC realizou no último domingo (24/09) mais uma edição da Maratona Internacional de Foz do Iguaçu. Foi a edição especial de 10 anos da maratona mais difícil e uma das mais belas do Brasil. Para quem não conhece a maratona tem largada diante do vertedouro da Usina Hidrelétrica de Itaipu, atravessa o cento da cidade e termina nas cataratas dentro do parque Nacional do Iguaçu. Nesse percurso, percorre 11.500 metros dentro do parque e que também é percurso de outra prova que acontece simultaneamente à maratona.

 

A organização oferece ainda a opção de revezamento em duplas (21k) para as duplas masculinas, femininas ou mistas. Ao todo foram mais de 3 mil atletas participando juntos da maravilha que é correr em Foz. Percurso duro é verdade, mas o relato de todos os corredores é unânime, "ao chegar e se deparar com umas das sete maravilhas da natureza, compensa todo o esforço".

 

Esse ano, nem sei se pelo fato de ser a edição emblemática de 10 anos da prova, mas o evento estava ainda mais vibrante, a energia do lugar estava contagiante. Nem posso deixar de destacar que a cidade da tríplice fronteira parecia fazer divisa com Maringá, sem contar os diversos veículos particulares, da cidade foram vários ônibus lotados para participar dessa prova (ainda tem prefeito que não consegue enxergar o potencial turístico e financeiro da corrida).

 

Mais uma vez a principal competição teve presença dos africanos e vários corredores da elite brasileira. E posso afirmar que Foz é também temida e difícil para os africanos, pude presenciar nessa prova a passagem do quarto colocado no km 41, exausto para não dizer no jargão dos corredores, “quebradinho”, era visível a fisionomia de quem estava sofrendo na prova. Também pudera, além do percurso pesado, o astro rei deus as caras e o calor ficou muito forte.

 

Mas quem parece que não tomou conhecimento do percurso, dos africanos e muito menos do clima foi, EDSON AMARO ARRUDA DOS SANTOS, que cruzou a linha de chegada com o tempo de 2 horas 20 minutos e 59 segundos. Bandeira do município de Juazeiro no lugar mais alto do pódio.

 

No feminino a primeira a cruzar a linha de chegada e subir no lugar mais alto do pódio foi EDNAH MUHWANA, que completou o percurso com o tempo de 2 horas 43 minutos e 25 segundos. SIMONE PONTE FERRAZ na segunda colocação foi a melhor brasileira. Destaque especial MICHELINI FRANÇA que largando junto com as amadoras e cerca de 15 minutos depois da elite, subiu ao pódio na 5ª colocação geral, equipe Acorremar de Maringá mais uma vez no pódio em Foz. Confira abaixo o pódio geral com os cinco melhores no masculino e feminino

 

Pódio Maratona 42k - Foto: Carlos Novais

COL. NOME ATLETA TEMPO
EDSON AMARO ARRUDA DOS SANTOS 2:20:59
SERGIO CELESTINO DA SILVA 2:21:58
ORLANDO JAVIER ELIZECHE 2:24:29
KIPROP MUTAI 2:26:42
MARCOS ANTONIO PEREIRA 2:27:34
EDNAH MUHWANA 2:43:25
SIMONE PONTE FERRAZ 2:47:36
MARIA DE FATIMA DE SOUZA 3:04:31
DIONE D AGOSTINI CHILLEMI - 3:09:51
MICHELINI FRANCA FERREIRA 3:13:26

 

Na prova com percurso de 11.500 metros e largada na porta do parque, o campeão foi o bom garoto e veloz TAUAN DEPIERI, que botou a faca nos dentes, correu forte e finalizou a prova com o tempo de 37 minutos e 34 segundos, quase um minuto a frente do segundo colocado, recorde da prova no percurso. Acorremar de Maringá no lugar mais alto do pódio. No feminino a CRISTIANE RODRIGUES DE ALMEIDA, de Campo Mourão foi a campeã com o tempo de 46 minuto e 47 segundos. Confira abaixo o pódio geral com os cinco melhores no masculino e feminino. 

 

Pódio Prova Percurso 11.5km - Foto: Carlos Novais

COL. NOME ATLETA TEMPO
TAUAN THIAGO DEPIERI 37:34
RICHEL BALTAZAR 38:27
VICTOR SANTOS GOMES 39:29
EDIVANDO DE SOUZA DOS SANTOS 41:12
WILLIAN DE MORAES CARDOSO 41:29
CRISTIANE RODRIGUES DE ALMEIDA 46:47
CLAUDIA RESENDE ALVES DE SOUZA 48:55
GLEICELENA CAVALHEIRO ELEUTÉRIO 49:24
ALESSANDRA BELTRAN BOSQUEIRO 50:27
LILIAN EVANGELA FERREIRA BAPTISTA 50:33

 

Aperar de ser considerada uma prova muito difícil, Foz foi palco de muitas estreias na maratona. Pudemos ver vários atletas tirando o “brevê” de maratonista com a assinatura da Maratona de Foz, que diga-se de passagem não é pouca coisa não. Quem correu a maratona de Foz, com certeza vai correr ainda melhor em outros percursos. A [foto] abaixo simboliza todos os estreantes na Maratona de Foz, a todos a nossa admiração, respeito e muitos, PARABÉNS!!!

 

Patrícia Borges, Anderson Freire e Tatiani Caldeira - Estreantes na Maratona de Foz - Foto: Sandro Cabral

 

A prova premiou ainda as cinco melhores duplas do revezamento masculino, feminino e misto. Premiou as categorias especiais e todas as categorias faixa etária na prova principal (maratona).

 

Confira abaixo os resultados e milhares de fotos (álbuns separados por prova).

Clique aqui e confira os resultados